Exercício físico para um coração saudável

Fisicamente ativa durante a gestação
19 de julho de 2016

Exercício físico para um coração saudável

Para uma boa qualidade de vida, a prática regular de exercícios, assim como cuidar da alimentação e do sono são fundamentais. A atividade física promove bem-estar e quando se trata da mulher, existem algumas especificidades que incluem as diferenças do perfil hormonal e dos percentuais de gordura e massa muscular, assim como as respostas e adaptações ao exercício.

Uma das principais preocupações no contexto da saúde delas é a doença arterial coronariana (DAC), cuja mortalidade anual está cada vez maior no sexo feminino. Quando jovem, o risco de ataque cardíaco é menor nas mulheres em relação aos homens, o que oferece uma falsa impressão de que ela estará sempre protegida. Entretanto, com o aumento da idade, o risco de ataque cardíaco torna-se semelhante nos dois sexos.

Apesar disso, o câncer de mama e a osteoporose figuram como os maiores riscos após os 50 anos. Esses são problemas importantes, porém, vale lembrar de que o risco de morte por doença coronária entre as mulheres na pós-menopausa é de 31% contra 2,8% para fratura de quadril e de câncer de mama.

Deste modo, o estilo de vida saudável, com a prática de exercícios em sua rotina, reduz o risco dessas doenças e suas complicações na população feminina, sobretudo, daquelas cardiovasculares, metabólicas e até mesmo de alguns tipos de câncer, como o de mama, do cólon e da vesícula biliar. Além disso, a saúde óssea e reprodutiva é otimizada, ocorre uma melhora do humor e da autoestima, além do controle de níveis de estresse e o peso corporal.

Em relação à doença arterial coronariana, o sedentarismo é hoje considerado fator de risco maior e deve ser combatido na população feminina de forma sistemática e enfática, por meio da inserção de atividades cotidianas que envolvam um maior gasto energético, seja através da prática de modalidades desportivas.

Na hora do exercício, é preciso se atentar para que sua realização seja da forma mais segura e confortável. Conhecer o seu estado atual de saúde, os seus potenciais e capacidades orgânicos poderá esclarecer o que deve ser feito, como deve ser feito e o que deve ser evitado. Nesse sentido, também é importante lembrar que se deve escolher uma atividade em que exista uma identificação, além de adequada ao nível atual de aptidão. Isso favorecerá a regularidade e aderência.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *