O consumo de frutas vermelhas pode diminuir o risco de infarto em mulheres

Atenção aos sinais de depressão
4 de janeiro de 2017
Apneia
9 de janeiro de 2017

O consumo de frutas vermelhas pode diminuir o risco de infarto em mulheres

3X

é como deve ser o consumo regrado de morangos e mirtilos por semana para ajudar a diminuir o risco de infarto em mulheres


Um estudo realizado por pesquisadores da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e da Universidade da Ânglia Oriental, na Inglaterra, publicado na American Heart Association, constatou que o consumo regrado de morangos e mirtilos durante três vezes por semana ajuda a diminuir o risco de infarto em mulheres.

Para que o estudo fosse desenvolvido, foram acompanhadas 93.600 mulheres de 25 a 42 anos, que completariam questionários sobre seus hábitos alimentares a cada quatro anos, durante 18 anos. No período estimado, ocorreram cerca de 400 infartos. Dentre as mulheres que consumiram mais frutas vermelhas o risco de um possível ataque cardíaco foi reduzido em cerca de 40% em comparação com as mulheres que consumiam menos de uma vez por mês.

A justificativa para esse efeito se daria pelo fato dessas frutas reterem grande quantidade de flavonoides, denominados autocianina – pigmento relacionado às cores vermelha, roxo e azul – que têm poder antioxidante e anti-inflamatório, auxiliando na dilatação das artérias e na redução da formação de placas responsáveis por controlar o fluxo sanguíneo, protegendo o coração.

Por mais que a pesquisa não leve em conta fatores comuns de risco, como idade, pressão arterial, histórico familiar de ataque cardíaco, índice de massa corporal (IMC), sedentarismo e tabagismo, para os pesquisadores, a partir de uma mudança simples na alimentação a longo prazo essa diminuição é impactante e de extrema importância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *