Lei de proteção à mulher

Estresse e alopecia
8 de outubro de 2018
Outubro Rosa
25 de outubro de 2018

Lei de proteção à mulher

 

Há 12 anos, era sancionada a Lei Maria da Penha, que propiciou avanços relevantes no combate à violência contra as mulheres. Contudo, a despeito da proteção prevista na legislação, os números de brasileiras espancadas, ofendidas e mortas continuam sendo alarmantes. Em 2017, doze mulheres foram assassinadas por dia no País, segundo o Monitor da Violência contra a Mulher, aumento de 6% em relação a 2016. O site Relógio da Violência, do Instituto Maria a Penha, mostra, em tempo real, uma estimativa temporal de agressões, o total de casos ao ano, entre muitos outros dados. Aponta que a cada dois segundos uma mulher sofre ataques físicos, e a cada 2.6 segundos, há novas vítimas de truculência verbal. Reconhecida pela ONU (Organização das Nações Unidas) como uma das melhores legislações de proteção às mulheres, a Lei Maria da Penha tem cumprido excelente papel, mas ainda não garante a total proteção à mulher.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *