Prevenção da osteoporose deve começar na juventude

Cirurgia estética genital feminina: a quebra do tabu
3 de janeiro de 2019
Cólica e TPM: os vilões da mulher moderna
10 de janeiro de 2019

Prevenção da osteoporose deve começar na juventude

Nossos ossos estão em constante remodelação através da contínua formação e reabsorção da massa óssea. Desde a infância até próximo os 40 anos de vida, a formação óssea costuma superar a reabsorção, fazendo com que ao final deste período exista o máximo de massa que o indivíduo acumulou, o chamado pico de massa óssea.

A partir dos 40 anos há um aumento da reabsorção e inicia-se um processo de diminuição da massa óssea que fica mais acentuado após a menopausa. As mulheres que não fizeram um bom pico de massa óssea ou apresentaram uma perda óssea importante estão propensas a desenvolver osteoporose.

Para estar segura e chegar à terceira idade com uma reserva suficiente, é ideal que a mulher tome algumas medidas preventivas desde cedo. A prática de exercícios físicos e uma dieta rica em cálcio e vitamina D são essenciais, principalmente para pessoas que têm os chamados fatores de risco – casos da doença na família, sedentarismo, baixo peso, fraturas prévias, pele branca, fumo, bebidas alcoólicas, etc.

Atualmente, a cada três mulheres, uma tem osteoporose. Para os homens, a proporção é de um para oito. E a principal diferença está na menopausa, que acelera o processo de perda de massa óssea nas mulheres. Essa é a a chamada osteoporose pós-menopáusica, caracterizada pela queda da produção do hormônio estrogênio, deixando os ossos desprotegidos.  

O problema pode também ser consequência de fatores secundários, tais como uso de glicocorticoide, anticoagulantes, tratamentos que bloqueiam a menstruação, cirurgias estomacais e intestinais, que reduzem a absorção de cálcio.

Quando a mulher desenvolve a doença, a preocupação maior é com as fraturas, que se tornam mais frequentes com a fragilidade dos ossos. Quedas em mulheres na terceira idade são importantes causa de fraturas.

Ganhar massa muscular é essencial para que haja equilíbrio e coordenação. Por este motivo, a realização de atividade física torna-se importante para a prevenção de fraturas. Outra dica importante para o fortalecimento dos ossos é tomar sol, já que a exposição solar aumenta a formação de vitamina D. Exercícios de musculação e as caminhadas também são válidos. Já o cigarro e o álcool, ao contrário, são prejudiciais para a saúde óssea e devem ser evitados.

O tratamento medicamentoso varia de caso para caso, mas em geral se inicia com reposição de cálcio e vitamina D. Os chamados medicamentos antireabsortivos, dentre eles os Bifosfonatos, são medicamentos bastante utilizados, mas só devem ser tomados sob prescrição médica, assim como as vitaminas.

Já existem novos medicamentos, ainda em estudo, que prometem agir diretamente nas células receptoras dos nossos ossos, controlando a constante troca da massa óssea. Mas mesmo diante dos avanços da medicina, hoje a mulher vive muito mais e a idade é um fator de risco para maior prevalência da osteoporose e para a maior ocorrência de fraturas. Por isso, a prevalência da doença está aumentando.

Por esse motivo, é muito importante que a mulher converse com seu ginecologista desde cedo sobre as medidas preventivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *