Profissionais da saúde unidos contra a violência doméstica e feminicídio

Endometriose: a doença da mulher moderna
23 de dezembro de 2019
A história da pílula anticoncepcional
30 de dezembro de 2019

Profissionais da saúde unidos contra a violência doméstica e feminicídio

Infelizmente, os casos de violência doméstica contra a mulher são mais comuns do que imaginamos. Em todos os cantos do Brasil, a população feminina sofre com o abuso físico e psicológico, os maus tratos e até, em casos mais extremos, atentados contra a vida. No âmbito jurídico, as mudanças vêm sendo colocadas de forma lenta e gradual. Mas e na área da saúde?

Por desconhecimento e despreparo, médicos, enfermeiros e demais profissionais que lidam com as mulheres diariamente não sabem como tratar os possíveis casos de violência doméstica. Nas consultas, momentos em que elas poderiam se abrir protegidas pelo sigilo, não há, na maioria das vezes, uma escuta qualificada.

Por isso, a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP) reforça a importância da categoria no estabelecimento de uma relação de confiança entre médico e paciente, além da acolhida a essas vítimas em situações tão complicadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *