Corrimento e secreção: sinônimos?

A volta à “normalidade”…
25 de agosto de 2020
O que fica de lição após uma pandemia?
1 de setembro de 2020

Corrimento e secreção: sinônimos?

É fundamental estar atento aos sinais do corpo, principalmente quando o assunto é a vagina. Diferente do que muitas pessoas pensam, corrimento e secreção não são sinônimos e, qualquer incômodo percebido pela mulher, deve ser investigado.  A secreção, geralmente branca e pouco transparente, é comum e aparece com maior frequência no período periovulatório.

Por outro lado, o corrimento é sinal de um desequilíbrio na flora vaginal, causado por baixa imunidade, doenças prévias e maus hábitos. Segundo a dra. Flavia Fairbanks, ginecologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) e membro do Comitê de Sexologia da SOGESP e da Febrasgo, nesses casos há a mudança do aspecto, cheiro, cor e volume. Além disso, pode acarretar coceira, irritação e dor ao urinar ou durante a relação sexual.

Saiba mais sobre os tipos de corrimento vaginal e o que eles dizem sobre sua saúde!

Corrimento branco: Corrimento branco e acompanhado de outros sintomas como cheiro forte, coceira, queimação e vermelhidão na região da vulva são indicativos de uma candidíase, um fungo que está presente naturalmente em nossa flora bucal, no sistema digestivo e na flora vaginal.

Corrimento amarelo forte ou turvo: O corrimento amarelo ou amarelo-esverdeado, quando acompanhado de dor ao urinar, cheiro forte (muitas vezes lembrando o odor de peixe), coceira e ardência na região da vagina podem indicar a presença de uma DST (doença sexualmente transmissível). Consulte seu ginecologista!

Corrimento marrom ou rosado: Corrimento de cor marrom ou rosa significa que há sangue misturado à secreção. A cor rosa ou avermelhada indica um sangue fresco e vivo, enquanto a cor marrom é proveniente de um sangue já coagulado. O sangue coagulado, com aspecto de borra de café, é normal nos últimos dias de menstruação. Se você estiver com um desses tipos de corrimento vaginal anormal e aparecerem sintomas como coceira e dor, procure um ginecologista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *