Terapêutica hormonal: quando e como?

Cesárea não é a única solução
15 de outubro de 2020
Preocupações com a mama
22 de outubro de 2020

Terapêutica hormonal: quando e como?

Quando a mulher para de menstruar e a produção hormonal vai a quase zero, ela perde muito de sua tonicidade e bem-estar. Alguns dos principais incômodos são as ondas de calor excessiva seguidas de queda na temperatura corporal, sudorese exagerada, síndrome urogenital, vagina seca e até dores na relação sexual. Considerando que essa transformação acontece entre 40 e 50 anos, não é justo que a mulher viva o resto da sua vida sofrendo com os mesmos problemas.

Por isso, é usual a terapia para repor hormônios que antes eram produzidos naturalmente pelo organismo, como o estrogênio e a progesterona. As doenças cardiovasculares e a osteoporose também podem ser prevenidas com o tratamento, já que melhora a quantidade do cálcio no esqueleto, age beneficamente nos níveis do colesterol bom (HDL) e diminui a possibilidade de doença coronariana.

Por isso, a terapia hormonal pode ser uma aliada nesse momento. Se individualizada e bem feita, os benefícios podem ser enormes. Dose, duração e tipo dos hormônios são algumas das características que variam de pessoa para pessoa. Por isso, consulte seu médico e veja qual é a melhor opção para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *