Infecção urinária

Adriana Nunes apoia a campanha Mulher Coração!
8 de setembro de 2021
Asfixia perinatal
22 de setembro de 2021

Infecção urinária

Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, a infecção do trato urinário (ITU) é uma das causas mais comuns de infecção na população em geral. Particularmente, as mulheres são mais vulneráveis, seja pela extensão anatômica da uretra, que é do que os homens, ou pela maior proximidade entre a vagina e o ânus.

Estima-se que 60% das mulheres adultas terão pelo menos um episódio de infecção de urina durante a vida e a causa infecciosa na maior parte das vezes é bacteriana, podendo, porém, ser causada por fungos.

A ITU é dividida em 2 grupos:
– Cistite: quando a infecção está na bexiga
– Pielonefrite: quando acomete o rim. Neste caso, tem uma gravidade maior, pois pode levar à infecção generalizada se não for tratada de forma rápida e adequada.

Para evitar o quadro, alguns cuidados são importantes:
Beba muita água;
Não segure a vontade de urinar por longos períodos
Urine e faça higiene prontamente após a relação sexual;
Lave as mãos antes e após urinar e/ou evacuar;
Interrompa o uso de produtos com espermicida, como preservativos ou diafragmas;
Realize higiene adequada após evacuação, em sentido contrário ao da vagina;
Evite ducha vaginal.

Os sintomas da cistite e pielonefrite são diferentes. Por isso, é importante reconhecê-los. No caso da cistite:
Dor para urinar
Aumento na frequência de micções
Sangue na urina (Hematúria)

Já na pielonefrite, os sintomas são:
Dor lombar de um único lado e de forte intensidade
Febre alta e calafrios
Náuseas e vômitos

Como diagnosticar uma infecção urinária?
O diagnóstico deve ser feito por um médico, que irá avaliar os sintomas apresentados juntamente com a realização de exame de Urina Tipo 1. O tratamento deve ser seguido à risca, pois tanto as cistites e pielonefrites devem ser tratadas com antibióticos, de preferência, que tenham ação contra a bactéria E.coli, responsável por mais de 70% dos casos.

Cuidar da saúde é um ato de amor. Previna-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *